FILMES

 

  • Click (De Frank Coraci; com Adam Sandler, Kate Beckinsale, David Hasselhoff)

     Quando não damos importância ou mesmo desconhecemos o verdadeiro sentido de nossa existência e não buscamos viver intensamente, nós desperdiçamos esse grande dom, ao passo que, nas diversas situações diárias, colocamos-nos na opção de “piloto automático”. Dessa forma, assumimos o falso comando de nossas vidas, quando de fato, perdemos o controle sobre ela e determinamos com irresponsabilidade e sem critérios o nosso projeto de vida.

 

  • Desafiando gigantes (De Alex Kendrick; com Erin Bethea, James Blackwell, Bailey Cave)

     Este filme proporciona-nos a grande lição de que a fé em Deus e o amor ao próximo, conciliada à determinação e treinamento são geradores de grandes conquistas. Somos os únicos e grandes responsáveis pelos acontecimentos que envolvem a nossa vida. É necessário investir em nós mesmos, transformando nosso potencial em habilidades. No caminho, existirão obstáculos que serão superados se depositarmos foco no objetivo pretendido. As oportunidades estão sempre presentes, contudo devemos estar preparados para identificá-las e, consequentemente, encará-las.

    É extremamente importante estarmos presentes de corpo e alma em cada momento. Nossas ações são determinadas pelas nossas crenças, sendo assim, estas podem ser favoráveis ou desfavoráveis. Julgamentos devem ser feitos a nós mesmos e a mais ninguém. Todo dia é um novo dia, um novo jogo. É necessários jogarmos e divertirmos.

  • Mãos talentosas (De Thomas Carter; com Cuba Gooding Jr., Kimberly Elise, Aunjanue Ellis)

     Todos os seres humanos são dotados do mesmo potencial, porém o que nos distingue é a maneira como desenvolvemos nossas habilidades.

     Nossa mente proporciona-nos a capacidade de irmos além do que visualizamos, por meio da imaginação, e esta possibilita-nos a visualização de um estado futuro, identificando objetivos a serem alcançados. Para que estes sejam concretizados, são necessários determinação, comprometimento, planejamento, perseverança, prática e, acima de tudo, fé em Deus.

     Tais atitudes permitem vencer obstáculos, como qualquer tipo de preconceito imposto pela sociedade, seja ele de raça, classe social, ou ainda as crenças limitantes sustentadas por nós mesmos.

     Enfim, a maior fonte de sabedoria está dentro de nós mesmos e, então, cabe a nós empregá-la onde, quando e na medida em que desejarmos.

 

  • O poder além da vida (De Victor Salva e Shalimar Reodica; com Scott Mechlowicz, Nick Nolte, Amy Smart)

    Muitas vezes acreditamos que sabemos mais do realmente sabemos e tal crença impede-nos de aprendermos mais.

       Muitas pessoas desperdiçam toda sua vida, pois passam a vida toda desacordadas, sem compreendê-la e vivê-la no seu verdadeiro sentido.

      Não há propósito maior na vida do que prestar serviços, mas é preciso começar ofertando a nós mesmos, atender às nossas necessidades para então direcionar aos nossos semelhantes.

    É preciso parar de ouvirmos os outros para podermos encontrar as respostas dentro de nós mesmos. Assim, definiremos nosso modo de ser, expressando nossos pensamentos e atitudes. O único lugar onde é possível acharmos o que precisamos, é dentro de nós mesmos.

      Para sermos um guerreiro de verdade, é preciso usar a mente e o corpo em qualquer de nossas atitudes e não, simplesmente, agirmos de forma ensaiada. E quando tornarmos um guerreiro, iremos aprender a meditar em qualquer situação, desprendendo-nos das coisas negativas como o orgulho, e abandonando os vícios, como falar, interromper os outros, achar que sabemos quando não sabemos nada.

     Devemos jogar fora o lixo que nos impede de enxergarmos o que realmente importa (o momento presente – o aqui e agora). E esse lixo se deposita na cabeça, na fonte de nossos pensamentos.

    Tudo o que temos é o agora. Quando realmente estivermos presentes no aqui e agora, ficaremos impressionados com o que conseguiremos fazer e como seremos bem sucedidos.

     Façamos exatamente o que o nosso cérebro ordena, para então descobrirmos o que ele é capaz.

      O medo e não o dinheiro é o cerne de todo o mal.

      Que tem dificuldade para amar é quem mais precisa de amor.

  Precisamos ter consciência de nossas escolhas, sermos responsáveis por nossas ações.

   Nunca estaremos certo, assim como, não estaremos mais errados do que os outros. Não existe certo.

       A morte não é triste, o triste é que as pessoas não aproveitam a vida. A verdadeira felicidade está na jornada e não no destino.

    Não existe início nem chegada, só o caminho. Nele existe a sensação da expectativa de chegarmos a algo bom e todos os sentimentos decorrentes das inúmeras situações vivenciadas.

       3 regras:

  • Paradoxo: a vida é um mistério, não desperdice seu tempo tentando entender.
  • Humor: mantenha seu senso de humor, especialmente com relação a você mesmo. É a força além de todas as medidas.
  • Mudança: nada permanece imutável.

     3 perguntas que devemos responder a todo momento:

  • Onde estou? Aqui.
  • Que horas são? Agora.
  • O que eu sou? Este momento.

     Enfim, só resta-nos viver!

Não se esqueça de deixar seu comentário logo abaixo. Gratidão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *