Minha partida da cidade de São Paulo

São Paulo, 09 de dezembro de 2012.

     Olá, minhas grandes e eternas amigas!!!

   Não poderia ir sem antes transmitir-lhes alguns pensamentos meus…

    Todos nós, seres humanos, escrevemos, a cada instante, trechos de um livro (O livro de nossas próprias vidas), o qual pode ser breve, extenso, alegre, triste… enfim, nós somos os autores e determinamos suas características. E, diariamente, viramos a página e, em certos períodos, iniciamos um novo capítulo.

   Agora, encontro-me neste momento, no qual encerro um capítulo de sete anos de muita história, aqui, na cidade de São Paulo, onde, graças a Deus e a todas vocês com quem convivi, tive a oportunidade de viver muitas e variadas experiências, que deixarei para sempre gravadas na memória deste livro (O livro da minha vida). Posso concluir que fui muito bem afortunada: adquiri muitos conhecimentos, conheci muitos lugares e, o mais valioso de tudo, fiz grande amizades!

      E é por esta razão que aqui estou para agradecer a Deus por ter propiciado o nosso encontro pelos caminhos que percorri, e a todas vocês, pelo carinho, compreensão, companhia, escuta e apoio oferecidos em várias situações. Tudo isso será para sempre e não há valor estimável!

    Ah, gostaria de lembrá-las que, embora tenham tido participação neste capítulo que estou prestes a concluir, desejo muito que estejam presentes nos próximos capítulos do meu livro, principalmente, em momentos de muita alegria!

     Para finalizar, deixo um trecho da letra da música “Tocando em frente” e, em seguida, a brilhante frase de Antoine de Saint-Exupéry, autor da obra O Pequeno Príncipe, que definem bem o que acabei de dizer:

“Todo mundo ama um dia, todo mundo chora,
Um dia a gente chega, no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.” (Almir Sater)

“Sou um pouco de todos que conheci, um pouco dos lugares aos quais fui, um pouco das saudades que deixei e sou muito das coisas que gostei (…)”


Homenagem a um ente muito querido-Vovô Antônio

São Paulo, 06 de fevereiro de 2011.

     Minha querida família,

    Chegou o momento, o qual tínhamos a certeza de que um dia chegaria, mas como seres humanos, tentamos de várias maneiras recusá-lo.

  Vovô Tone, como carinhosamente o chamávamos, foi e eternamente será nosso ídolo, pai, conselheiro, profeta, amigo… Ele, com seus cânticos e versos, viveu plenamente sua vida terrestre e seguiu, cordialmente, os ensinamentos do Senhor. Acima de tudo, soube, com sua majestosa sabedoria, ensinar-nos como extrair da vida o seu grandioso sentido, através da prática da humildade, do amor ao próximo, do perdão, da fé e da união.

       Devemos ter em mente que ele se ausentou por um instante da nossa trajetória de vida, contudo, em breve, o magnífico reencontro acontecerá!

    Somos, eternamente, gratos a Deus pela dádiva de tê-lo recebido como mentor de nossa família durante esta longa jornada.

        Recebam meu abraço carinhoso, neste momento de saudade e de infinitas lembranças de amor.


Carta para Minha Mãe

Marília, 12 de maio de 2002.

         Mãe, tenho parado e refletido muito sobre minha atual etapa de vida. E, em tais reflexões, a sua figura surgia como algo de benigna contribuição e de extremo esforço.

       Você, Mãe, tem sido para nós o mais grandioso exemplo de vida. Uma criatura que, com fé e coragem, deixa de lado seus próprios sentimentos para apaziguar os sentimentos alheios. Uma alma que se priva de seus próprios confortos para dar melhores e possíveis condições de vida a toda sua família.

         Ah, Mãe, sua conduta é admirável! Saiba que jamais nenhuma dessas suas atitudes passou-me despercebidas. Você sabe a quais atitudes me refiro, não sabe? Bom, talvez não, aliás, são tantas: você assumiu por muito tempo todas as responsabilidades de uma casa e, mais que isso, de uma família; deixou de aproveitar seus tão esperados dias de aposentadoria para continuar trabalhando e contribuir com a renda familiar; largou sua bela casa na cidade para morar em uma casinha no sítio para poder dar melhores condições de estudo aos seus filhos.

      E tudo isso que apresentei e muito mais, o que se torna impossível de dizer, fez pensando em nós, seus filhos, e em seu marido, sem jamais reportar-se a si mesma.

      Você merece ser dignificada heroína, pois seus feitos são magníficos e jamais cairão no esquecimento. Sua companhia é agradável e solicitada por muitos. Você é caridosa, batalhadora, amorosa, amigável, companheira, compreensiva… Você é Mãe! Uma Mãe que constituiu uma família e que, por mais problemas e desilusões que esta proporcione a você, jamais a abandona ou se rende. Pelo contrário, parece que, a cada batalha a ser enfrentada, suas forças são reanimadas e é vitória na certa!

         Você ensinou-nos tudo de bom que é preciso, permitiu que, mesmo nas dificuldades enfrentadas, pudéssemos ter tudo, sem que nunca nada faltasse a nós. E é claro, Mãe, que se algo deu errado, você não teve a mínima culpa.

     Mãe, essa coletânea toda que acabei de fazer é para parabenizá-la e homenageá-la neste dia tão especial. Você merece toda felicidade, saúde, paz e conforto que desejar, a qualquer instante da sua vida. Portanto, saiba que nossa gratidão e afeto por você são imensos e que, todos os dias, temos fortes lembranças suas e são elas que nos dão coragem para seguirmos em frente.

         Parabéns! Nós amamos você! Você é maravilhosa!


Carta para Meu Pai

14 de janeiro de 2012.

   Pai, gostaria de aproveitar este momento para, juntos, refletirmos e transmitir-lhe a minha compreensão a respeito da vida.

     A vida é um dom de Deus e é Ele quem tem o poder de concedê-la a nós bem como interrompê-la. E cabe a nós sabermos usufruir dela e vivê-la conforme a vontade Dele, servindo e amando o próximo, sendo gratos a Ele por tudo que somos e temos, tendo hábitos de vida saudáveis, vivendo com amor e cumprindo a nossa missão, que por Ele foi determinada.

     Durante nossa trajetória de vida, passamos por situações desanimadoras, as quais, juntos e sob orientação divina, enfrentamos e, apesar das tristezas, evoluímos enquanto seres humanos. E, por outro lado, as situações de alegria, vitórias e conquistas foram inúmeras.

        Diante desta reflexão, faço o seguinte questionamento a você: como você tem vivido a sua vida, nos últimos anos?

       Eu, estando ao seu lado e vendo o seu modo de viver, posso dizer que não tem conseguido enxergar coisas boas e sim apenas coisas ruins e, através do pessimismo, transformou sua vida em algo negativo.

     Além disso, no decorrer do tempo, adotou hábitos de vida destrutivos, não colocando nenhuma importância no fato de estar vivo, ter um lar, um trabalho, uma família “perfeita” e sempre presente ao seu lado.

    E então, faço um novo questionamento: o que Deus está achando disso?

        Eu entendo que Ele colocou em sua vida várias oportunidades para que você pudesse mudar o seu jeito de viver, mas não adiantou até que, agora, sua vida foi posta em uma situação de grande risco, como consequência de seus próprios hábitos e atitudes, por meio de um infarto.

       Contudo, a bondade de Deus é infinita e grandiosa, e mais uma chance foi dada, especialmente, em seu aniversário, para recomeçar, para repensar o que viveu até aqui.

           E será que viveu? Será que até aqui sua vida teve sentido?

        Enfim, aí vão os meus desejos: cultive a fé; cuide da saúde; perdoe seus inimigos, demonstre a Deus que és grato por tudo que és e por tudo que tens; viva com sua família, parentes e amigos; sorria, comunique-se; expresse seus sentimentos; conheça novos lugares; emocione-se… VIVA! Você renasceu! E agradeça eternamente a Deus, não apenas com palavras, mas também com atitudes.

Não se esqueça de deixar seu comentário logo abaixo. Gratidão.

Um comentário para

  1. JOSÉ ROBERTO PAGOTTO disse:

    Parabens por ter coragem e tentar a qualquer custo melhorar a vida das pessoas, com perseverança e retidão voce consegue.Nunca desista de Deus, com ele nada é impossivel, e vc escolheu muito bem as palavras e deu seu recado. Dias melhores virão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *